Oswaldo não é mais técnico do Fla: "Estou triste, queria continuar"
28/11/2015 - 12h39 em Futebol

Incomodado com notícias sobre procura por novo treinador, Oswaldo se reúne com diretoria e acerta saída. Jayme de Almeida comandará o time nos dois últimos jogos

O sábado ganhou ares decisivos para o futuro do Flamengo logo cedo. O que poderia ser apenas mais um treino nesta reta final de Campeonato Brasileiro, virou despedida para Oswaldo de Oliveira. Nesta manhã, o técnico se reuniu com a cúpula rubro-negra e acertou a sua saída do clube. Após a conversa que contou com a presença do presidente Eduardo Bandeira de Mello, do diretor executivo Rodrigo Caetano, do diretor geral Fred Luz e do vice de futebol Gerson Biscotto, ficou decidido que o treinador sequer irá comandar o time nas duas rodadas finais. O auxiliar Jayme de Almeida vai para o banco.


Oswaldo vinha se sentindo muito incomodado com as notícias que saem quase diariamente na imprensa sobre a procura do Flamengo por um novo técnico. O treinador não estava nos planos da diretoria para a próxima temporada. A oposição também não contava com ele para 2016 - a eleição na Gávea para o triênio de 2016 a 2018 está marcada para o dia 7 de dezembro, após a última rodada.

Oswaldo tinha contrato com o clube até o fim de 2016. O valor previsto para rescisão era de dois salários. Em caso de demissão, o Fla teria de pagar; se ele se demitisse, ele é quem pagaria. Com o acordo, as partes ficam livres.

Para o lugar de Oswaldo, o Flamengo já tem acerto verbal com Muricy Ramalho. Ele está apalavrado para comandar o time em 2016, e o anúncio deve acontecer após as eleições, que ocorrem no dia 7 de dezembro, caso o presidente Eduardo Bandeira de Mello seja reeleito.

 

Fonte:

Ivan Raup, G1

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!